• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Ponto de cultura em Barra da Estiva ensina cidadania a crianças em contação de histórias




    O Ponto de Cultura Metamorfose vem promovendo atividades de contação de histórias, cineclube infantil e teatro de fantoches nas escolas públicas e bairros do município de Barra da Estiva, na Chapada Diamantina. O trabalho, iniciado neste mês de agosto, seguirá até outubro, conforme planejamento aprovado pela Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (Sudecult) da Secretaria de Cultura da Bahia (SecultBa).

    As histórias são conduzidas pela participação de fantoches confeccionados a partir da demanda de um tema escolhido na presença das crianças e adolescentes inscritos no Ponto de Cultura Metamorfose. Antes de escolher os personagens desta etapa do trabalho, que segue nos meses de setembro e outubro, os inscritos decidiram trabalhar assuntos como meio ambiente, trânsito e folclore.

    Os bonecos são levados para as escolas, onde os contadores fazem a introdução ao trabalho e apresentam os personagens às crianças, antes de começar a atividade de criação e narração das histórias. A metodologia tem como objetivo fortalecer a imaginação e a criatividade das crianças e adolescentes. É também um meio seguro de atrair o interesse para os temas que têm inegável presença no cotidiano dos cidadãos de Barra da Estiva.

    A pedagoga Elaine Caires, parceira do Ponto de Cultura, orienta o projeto. “Trabalhar a fantasia acaba repercutindo com mais amizade, e menos violência além de auxiliar na aprendizagem escolar”, disse.

    A contação de histórias, o cineclube infantil e o teatro de fantoches são atividades desenvolvidas pelo proponente do projeto, contemplado no edital Pontos de Cultura, o Grupo de Teatro Amador Encena Nova Geração, que tem Rilma Freitas como gestora. O grupo trabalha preferencialmente com a temática da cultura afrodescendente como forma de fortalecer a inclusão de grupos sociais com maior necessidade de participação em uma perspectiva de justiça reparadora.

    O projeto Metamorfose é desenvolvido em parceria com grupos culturais e entidades de Barra da Estiva e Ituaçu. A estratégia de fortalecer valores de cidadania busca um amplo convívio comunitário por meio de ações integradas ao desenvolvimento cultural. O objetivo é integrar ações de lazer, educação ambiental, bem como viabilizar a geração de renda em torno da valorização da expressão cultural do afro-descendente e afirmação da cidadania de jovens e adolescentes em situação de risco social.

    Pontos de Cultura são grupos, coletivos e entidades de natureza ou finalidade cultural que desenvolvem e articulam atividades culturais em suas comunidades e em redes, reconhecidos e certificados pelo Ministério da Cultura por meio dos instrumentos da Política Nacional de Cultura Viva.

    0 comentários: