• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Mostra reúne espetáculos indicados ao Prêmio Braskem de Teatro



    A segunda edição da Mostra Prêmio Braskem de Teatro trará de volta, de 17 de março a 03 de abril, os oito espetáculos concorrentes em 2015 da mais tradicional premiação das artes cênicas baianas. Cada peça será encenada quatro vezes, em sete teatros e espaços culturais de Salvador. Fazem parte da Mostra Prêmio Braskem de Teatro - organizada pela Caderno 2 Produções e patrocinada pela Braskem e pelo Governo do Estado, através do Fazcultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia e Governo do Estado -, as peças: Bululu, Campo de Batalha, Castelo da Torre, Êre e Sade, além dos espetáculos infantojuvenis A Máquina que Dobra o Nada, O Pequeno Imperador e Paco e o Tempo. Os ingressos custarão de R$ 20 (inteira) a R$ 10 (meia entrada).

    “Ao patrocinarmos a Mostra Prêmio Braskem de Teatro, através do Fazcultura, estamos fomentando e valorizando o trabalho de atores e técnicos baianos, além de oportunizar que milhares de pessoas possam conferir os espetáculos a preços populares”, destaca Helio Tourinho, gerente de Reações Institucionais da Braskem na Bahia. A cerimônia de entrega dos troféus do Prêmio Braskem de Teatro será realizada no dia 13 de abril, no palco principal do Teatro Castro Alves, em Salvador.

    Confira programação completa da 2ª Mostra Prêmio Braskem de Teatro

    Espetáculo: Sade (Adulto)

    Local: Teatro Martim Gonçalves (Escola de Teatro da Ufba - Av. Araújo Pinho, 292, Canela)

    Data: De 17 a 20 de março

    Horários: Quinta, sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19

    Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

    Classificação: 18 anos

    Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro em 5 categorias: Espetáculo Adulto, Diretor, Ator, Texto, Categoria Especial

    Sinopse: Para encarnar os vários personagens que aparecem na história, os atores se desdobram num constante jogo de trocas e metalinguagem. Todos são parte das fantasias de Sade, cuja escrita cruzou as fronteiras daquilo que se evita falar: a sexualidade não-convencional, a violência, a loucura, a homossexualidade, a cultura do estupro, além de diversos questionamentos políticos sobre o período histórico conturbado que Sade viveu. Por tratar de temas que acabaram por incomodar a sociedade de sua época, Sade foi preso diversas vezes, até, ao final da vida, ser conduzido a um manicômio, onde passou os últimos dias de sua vida, entre encenações com os detentos e uma saúde fragilizada.



    Espetáculo: A Máquina que dobrava o nada (Infantojuvenil)

    Local: Teatro Isba (Av. Oceânica, 2717, Ondina)

    Data: De 20 e 27 de março

    Horários: Domingos, às 11h e às 16h

    Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

    Classificação: Livre

    Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro em 1 categoria: Espetáculo Infantojuvenil

    Sinopse: A peça gira em torno da amizade entre um garoto e um cientista, que juntos planejam criar uma máquina fantástica, capaz de dobrar o nada. Inspirada nos neologismos e poemas de Manoel de Barros, a história revela a busca incessante de um homem que luta contra a descriatividade resultante do envelhecimento.



    Espetáculo: Bululu (Adulto)

    Local: Teatro do Sesi

    Data: De 24 a 27 de março

    Horários: De quinta a domingo, às 20h

    Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

    Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro em 3 categorias: Espetáculo Adulto, Ator com Danilo Cairo e João Guisande

    Classificação: 14 anos

    Sinopse: A montagem conta a saga de dois comediantes muito especiais: Amadeus (Danilo Cairo) e Bartolomeus (João Guisande), tão antigos como o próprio teatro, o que é o mesmo que dizer: tão antigos como a Terra. Acabaram de chegar a um lugar onde pensam realizar o seu oficio de cada dia, ou seja, representar. Preparam os seus instrumentos, as suas roupas e máscaras e decidem contar o famoso romance da Invenção do Mundo, inspirado no Grande Teatro del Mundo, de Calderón de La Barca.



    Espetáculo: Castelo da Torre (Adulto)

    Local: CFA – Centro de Formação em Artes (Rua do Saldanha, 14, Pelourinho)

    Data: De 24 a 27 de março

    Horários: Quinta, sexta, sábado e domingo, às 19h

    Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

    Classificação: 16 anos

    Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro em 4 categorias: Espetáculo Adulto, Diretor, Atriz, Categoria Especial

    Sinopse: O Castelo da Torre mostra a trajetória da família Garcia D’Ávila, cujo poder imperou na Bahia e no Nordeste Brasileiro do século XVI à metade do século XIX. O primeiro Garcia D´Ávila chega ao Brasil junto com Tomé de Sousa, e a família continua sua história no Brasil descendendo de Diogo Alvares Caramuru e a bela Catarina Paraguaçu, dois dos primeiros nomes da miscigenação que deu conta do povoamento desse país.



    Espetáculo: Erê (Adulto)

    Local: Teatro Vila Velha (Passeio Público, Av. Sete de Setembro, Campo Grande)

    Data: De 24 a 27 de março

    Horários: Quinta, sexta e sábado, às 20h e domingo, às 19h

    Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

    Classificação: Livre

    Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro em 2 categorias: Espetáculo Adulto e Diretor

    Sinopse: A atual montagem do espetáculo é mais política e questionadora, e traz à tona as diversas chacinas que tiveram como alvos jovens e crianças negras, como a da Candelária (RJ), Cabula (SSA), Vigário Geral (RJ), Favela Naval (Diadema-SP) e Acari (RJ). São tragédias que se abateram sobre a população negra do Brasil, muitas delas impunemente. ‘Erê’ questiona e pontua o porquê de meninos morrerem ainda ‘erês’ sem chegar a se tornarem velhos.



    Espetáculo: Paco e o Tempo (Infantojuvenil)

    Local: Teatro Gregório de Mattos (Praça Castro Alves, s/n - Centro)

    Data: De 26 de março a 03 de abril

    Horários: Sábados e Domingos, às 16h

    Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

    Classificação: Livre

    Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro em 3 categorias: Espetáculo Infantojuvenil, Revelação e Categoria Especial

    Sinopse: No palco, as aventuras de um menino que quer saber onde está o tempo e a partir disso se desenvolve a ação da peça. O tempo, sua relatividade, seus mistérios, e a efemeridade que são abordados no texto, aqui, na encenação, são metáforas para ilustrar a contemporaneidade, que implica provocar questionamentos sociais na criança e no jovem, afinal eles também são agentes modificadores da sociedade.



    Espetáculo: Campo de Batalha (Adulto)

    Local: Teatro Vila Velha (Passeio Público, Av. Sete de Setembro, Campo Grande)

    Data: De 31 de março a 03 de abril

    Horários: Quinta, sexta e sábado, às 20h e Domingo, às 19h

    Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

    Classificação: 12 anos

    Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro em 3 categorias: Espetáculo Adulto, Diretor e Texto 

    Sinopse: Em uma suposta Terceira Guerra Mundial causada pela disputa das águas do planeta, dois soldados de corporações inimigas são surpreendidos pelo anúncio da suspensão temporária da guerra. Durante a pausa bélica, os dois inimigos iniciam uma surreal aproximação que põe em risco a continuidade protocolar dos combates “oficiais”.



    Espetáculo: O Pequeno Imperador (Infantojuvenil)

    Local: Teatro Módulo (Av. Prof. Magalhães Neto, 1177, Pituba)

    Data: 02 e 03 de abril

    Horários: Sábado e domingo, às 11 e às 16h

    Ingresso: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia entrada)

    Classificação: Livre

    Concorre ao Prêmio Braskem de Teatro em 1 categoria: Espetáculo Infantojuvenil



    Sinopse: O texto passeia, de maneira muito lúdica, colorida, divertida e leve por diversas discussões sobre o respeito, a liberdade, o egoísmo, a ambição, a arte e os aprendizados da vida. Uma história bem humorada que trata de aspectos da individualidade e coletividade dos seres, motivando crianças e adultos a uma reflexão sobre a consequência dos seus atos, conscientizando e educando pela arte.

    0 comentários: