• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Caravana da Música chega a sua última edição com Samba Chula São Brás




    Depois de três meses de circulação, levando nomes da música contemporânea produzida na Bahia, chega a última cidade o projeto Caravana da Música, que levará o Samba Chula de São Brás para o município de Luís Eduardo Magalhães, no dia 20 de março, às 17h, na Praça Central. Após passar por Lençóis, Mata de São João, Madre de Deus, Amargosa, Senhor do Bomfim, Ilhéus, Itabuna e Vitória da Conquista, levando nomes como OQuadro, Manuela Rodrigues, Scambo, Larissa Luz, CAIM, Lívia Mattos, IFÁ Afrobeat, Kamapheu Tawa e Vivendo do Ócio, o Caravana da Música alcançou um público de aproximadamente 14 mil espectadores. O Caravana da Música é uma realização da Maré Produções Culturais, com patrocínio da VIVO, através do FAZCULTURA - programa parceria entre a SecultBA e a Secretaria da Fazenda (Sefaz).

    De acordo com a diretora da Maré Produções Culturais e idealizadora da iniciativa, “o projeto mostrou-se um sucesso. As cidades acolheram muito bem a iniciativa e conseguimos atingir nossos objetivos de formar plateia, ocupar e dinamizar os espaços culturais e, principalmente, levar a música contemporânea da Bahia para lugares onde ela nunca se apresentou”. Por contribuir para difusão da produção musical baiana, dentro do próprio estado, a gestora acredita que iniciativas como essa são necessárias. “O projeto se mostrou estruturante para o fortalecimento dessa música contemporânea produzida no estado” acrescenta. 

    Em seu primeiro ano, o Caravana da Música proporcionou o contato do público da cidades do interior baiano com a riqueza da nossa produção cultural, mostrando a diversidade do nosso cenário e a potência desses músicos, que nem sempre tem oportunidades de circular dentro do Estado. O objetivo da ação foi promover a interiorização da música baiana contemporânea, através da realização de um total de 10 shows gratuitos em diferentes cidades. “

    Samba Chula de São Braz - O Samba Chula de São Braz faz parte da história do Samba de Roda do Recôncavo Baiano, listado como patrimônio imaterial da humanidade desde 2005.Lançou o seu primeiro álbum em 2009, "Quando Dou Minha Risada Há, Há…" (contemplado pelo prêmio Pixinguinha 2008, patrocinado pelo Fundo Nacional das Artes (FUNARTE). Atrai a atenção no Brasil e no exterior demonstrando o potencial criativo da cultura popular através da música e da dança. Dividiu o palco com artistas importantes da música brasileira, atravessou fronteiras e levou sua música para participação em eventos internacionais, como a WOMEX - Copenhagen, 2010; o Festival da Primavera Rishon Le-Zion - Israel, 2011; Festival Europalia Brasil, na Bélgica e Holanda, 2012, além da realização de turnês pela França, com shows em Paris (Cité de La Musique), Marseille e Toulouse; em 2014 foi atração de destaque na 20ª edição do festival PERCPAN (Salvador-BA) e no Brazil Festival, realizado no MIA Park (Doha – Qatar).

    0 comentários: