• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Navegador Aleixo Belov participa de luau na Casa da Música




    A Casa da Música, espaço cultural administrado pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) promove mais uma edição do projeto Viva o Abaeté: Luau na Lagoa, em parceria com a APA Lagoas e Dunas do Abaeté/Inema. Na próxima quinta-feira, dia 26, a partir das 14h, a atividade conta com as presenças do engenheiro e navegador ucraniano Aleixo Belov, da escritora Patrícia Gonçalves, do astrólogo Wal Dantas, dos cantores Edson Ercha e Gereba, além de exposição de produtos da Organização Comunitária Casa Amarela. O evento é gratuito.

    Na abertura, às 14h, está prevista contação de histórias para crianças com a escritora Patrícia Gonçalves, a atriz Sonale Fonseca e a cantora Emillie Lapa às margens da Lagoa do Abaeté. Já às 16h, o público terá a oportunidade de assistir a uma palestra de Aleixo Belov falando das suas aventuras em quatro voltas ao mundo a bordo de veleiros. Belov, nascido na Ucrânia e radicado na Bahia, recebeu o diploma da Marinha do Brasil o reconhecendo como o primeiro navegador a dar uma volta ao mundo em solitário com veleiro de bandeira brasileira. Na sequência, às 18h, a programação segue com um bate-papo sobre astrologia e os ciclos da lua com o astrólogo Wal Dantas, momento do nascer da lua e que se iniciará o Luau da Lagoa com o encontro entre diversos artistas, destacando-se o cantor e compositor Edson Ercha e Gereba.

    O objetivo do Luau e do programa Viva o Abaeté é promover o reencontro da população com a região. “A Lagoa do Abaeté, cantada por Caymmi, versada por Vinícius, fotografada por Verger e referenciada por muitos outros artistas, é um dos mais divulgados cartões postais da Bahia. No entanto, em tempos mais recentes, os problemas ambientais da Lagoa têm sido mais noticiados do que a sua paisagem encantadora”, diz o gestor da Casa da Música, Amadeu Alves. O programa mostra que é possível aproveitar o acesso à lagoa e, para Amadeu, a presença de grandes nomes da música brasileira ratifica essa ideia.

    0 comentários: