• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Camila Jatobá lança sua carreira independente





    A cantora Camila Jatobá lança sua carreira independente no sábado, 26.07 (dia do seu aniversário), às 20h, no Teatro Eva Herz, na Livraria Cultura do Salvador Shopping. Em pleno movimento de mudança, traz consigo um novo projeto artístico, que extrapola a música, o Projeto Queira, que além do show de lançamento da carreira, prevê uma série de intervenções artísticas que acontecerão depois do lançamento. O show de sábado é o primeiro passo. “Mais do que um espetáculo, mais do que tudo isso, QUEIRA é um grito em prol da nossa verdade, das nossas vontades. Todos nós queremos algo, e porque não? Queira também!”, declara Camila, que encara este seu momento como uma oportunidade de crescer como profissional, como pessoa e, principalmente, evoluir a cada nota.

    Camila revela que a inspiração surgiu da música ''QUEIRA”, de Tito Bahiense e Manuca Almeida, que ela já ouvia e gostava muito e que acabou resumindo bem o convite que a cantora faz para esse querer coletivo. A música diz assim: Se você quiser me ver, tenho muito pra te dar. Se você quiser me amar, vamos juntos nos querer. “E é essa minha vontade. Que todos queiram minha música, minha forma de cantar e que se identifiquem com minha historia de vida”, convida Camila Jatobá.''

    O show que abre a primeira etapa do projeto QUEIRA é fruto da lapidação pessoal e profissional da cantora que agora potencializa sua carreira como intérprete, se arriscando também como compositora, tendo como diretora musical a instrumentista e cantora baiana Marília Sodré, que traz arranjos e referências locais como inspiração pra um projeto de valorização da música popular brasileira e dos talentosos compositores baianos.


    SOBRE CAMILA JATOBÁ 

    Nascida em Salvador, Camila Jatobá, que hoje tem 25 anos, demonstrou cedo ter sensibilidade artística. Desde os 16 anos faz aulas de canto popular, tendo como professoras as cantoras Ana Paula Albuquerque e Suzana Bello. Aos 18 imergiu num processo de auto conhecimento pessoal, musical e técnico e se aperfeiçoou em canto lírico por dois anos em aulas ministradas pela professora e cantora Marilda Santana. 

    Camila se prepara para concluir este ano sua graduação em Licenciatura Aplicada em Violão, na Faculdade Católica da Bahia, mas desde 2007 compõe. Sua primeira composição foi a canção “Luminária”, gravada por Paulo Mutti (guitarrista e arranjador) e Marcus Sampaio (contrabaixista) em 2007. “Luminária” recebeu o prêmio de melhor letra e melhor música no Festival de Música do Sindicato dos Bancários da Bahia. 

    Em 2010 criou com João Almy, Diego Florez, Tainnã Chagas, Giancalro Conceição e Tony Neves a sua primeira banda de MPB : Camila Jatobá & Banda de Bolso. Juntos, gravaram sua segunda composição, “Fartança” (arranjo de João Almy), que ficou entre as 20 melhores músicas das seiscentas selecionadas no Festival de Música da Bahia, em Vitória da Conquista. Depois de vários shows, em 2012, um projeto do Itamarati, através da Embaixada Brasileira do Quênia e do Governo Queniano, levou Camila e a Banda de Bolso a uma experiência única na cidade do Quênia, na África.

    Um ano depois Camila Jatobá foi convidada para cantar em um Transatlântico da Empresa MSC Magnífica, em um cruzeiro marítimo. Durante cinco meses, percorrendo a costa da América do Sul e da Europa, pode viver uma intensa experiência que ampliou sua visão artística, criativa e musical. A vivência diária no palco trouxe maturidade na interação com o público. De volta à sua terra e inspirada pelas novas experiências, viu eclodir o “querer” de realizar um trabalho solo em uma perspectiva multicultural. Cria então, com Luan Boré, o PROJETO QUEIRA, que se propõe a arriscar novos modelos de criação e negócios, e integrar as variadas facetas da arte. 

    O show que abre a primeira etapa do PROJETO QUEIRA é como um laboratório no compartilhamento da sua experiência de vida, da sua sensibilidade fortalecida pela música, no crescimento técnico e muitas reticências que orquestram esse mundo imaginário da sua vontade de viver pela, para e com a música.


    AS MÚSICAS 

    Para o show de lançamento da sua carreira Camila Jatóbá escolheu mesclar músicas de grandes artistas, compositores locais e nacionais, e composições de sua autoria. Quatro das canções foram compostas por ela : “Fartança”, “Sol de Gaveta”, “Vovó com Açúcar” e “Mar Aberto”. "Quanto às minhas composições, não são só minhas. Escrevo para me libertar e contagiar as pessoas. São profundas e tem sempre muito texto na letra, muita informação, as vezes um formato diferente, algumas sem refrão. Não gosto muito de definir, elas simplesmente vem!" diz a cantora que revela que as quatro músicas são super diferentes. “Um samba, um xote lento, uma lenta com um especial de marchinha e a outra um ijexá que fala da minha escolha profissional.''

    Além das quatro músicas de sua autoria, mais nove são de compositores baianos : “Queira” (Tito Bahiense / Manuca Almeida), “Vento Novo” (Tito Bahiense / Manuca Almeida), “Outros Encantos” (Kacá Novais), “Mãos ao Alto” (Edu Alves), “Azul” (Ricardo Ayade), “Pop Zen” (Alexandre Leão / Manuca Almeida / Lalado), “Nossa História” (Marília Sodré) e “Carta a los Reyes” (Rita Tavares). E para fechar, a composição da paulista Verônica Ferriani “Estampa e Só” ganha corpo na voz de Camila, que faz também uma homenagem a Dominguinhos, interpretando “Onde Está Você”. ''São musicas que de maneira geral falam de relacionamento entre homem e mulher. São swingadas, tem um ritmo gostoso que faz a pessoa se mexer na cadeira”. 


    Show de lançamento da carreira de Camila Jatobá
    26.07, 20h, no teatro Eva Herz, Livraria Cultura do Salvador Shopping
    Entrada franca 


    Fonte: DP Assessoria

    0 comentários: