• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Segundo menor município da Bahia, Lajedão inicia criação do Conselho Municipal de Cultura




    Os vereadores de Lajedão, a 918 quilômetros de Salvador, aprovaram na última segunda-feira, 05, o projeto de lei 006/2014. A norma valida o Sistema Municipal de Cultura, considerado o passo inicial no processo de criação do Conselho Municipal de Cultura. A proposta foi aprovada por unanimidade pelos nove vereadores presentes na votação.

    Segundo dados do último Censo do IBGE, Lajedão tem a segunda menor população da Bahia, com apenas 3.971 habitantes, atrás apenas de Catolândia com 3.420 habitantes. O projeto de lei foi homologado pela prefeitura e será publicado no Diário Oficial. “Se uma cidade tão pequena consegue, as demais também têm potencial. Não se trata de tamanho do município, mas de força de vontade dos gestores”, comemora o representante territorial do Extremo Sul, Junieques Santos.

    O próximo passo para a criação do Conselho Municipal de Cultura é a realização de uma audiência pública. Na ocasião, a população poderá conhecer os interessados em assumir os postos de conselheiros de cultura. Assim que os nomes forem definidos, representantes setoriais serão convocados para escolher os novos membros do órgão.

    “O conselho ajudará os gestores a pensar nas políticas públicas, colaborando, inclusive, na criação do Plano Municipal de Cultura que irá traçar as ações e metas do setor para um período de 10 anos”, ressalta Junieques Santos.

    Para a vereadora Lidiane Alves, que fez parte da elaboração do projeto de lei, a criação do Conselho Municipal de Cultura faz parte de um ciclo de melhorias na gestão cultural do município. “É um passo importantíssimo para a cultura da nossa cidade”, comenta. Conhecida por sua atuação como gestora cultural, Lidiane explica que o conselho terá 11 membros e que a composição tem sido incentivada pelo prefeito Humberto Côrtes, conhecido como Betão.

    *Foto de Junieques Santos
    Crédito: SecultBA


    Fonte: Ascom CEC Bahia

    0 comentários: