• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Filme apoiado pela SecultBA vence festival de cinema de Gramado





    O filme “A Coleção Invisível”, do diretor francês radicado na Bahia Bernard Attal, ganhou três prêmios no 41º Festival de Cinema de Gramado, em cerimônia de premiação que ocorreu na cidade gaúcha no último sábado, 17 de agosto. A produção foi apoiada pela Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) em edital de 2009 de Apoio à Produção de Obras Audiovisuais de Longa-metragem, com verba no valor de R$ 1,2 milhão. 

    “A Coleção Invisível” foi escolhida pelo júri popular na categoria Melhor Filme, juntamente com a animação “Até Que a Sbórnia nos Separe”, de Otto Guerra. Além deste prêmio, a obra também venceu nas categorias Melhor Ator Coadjuvante, para Walmor Chagas, falecido em janeiro deste ano, e Melhor Atriz Coadjuvante, para Clarisse Abujamra. 

    A película de Attal também já conquistou o prêmio de Melhor Longa-Metragem da 4ª edição do Festin – Festival de Cinema Itinerante da Língua Portuguesa, em Lisboa, Portugal, em abril. 

    Baseado num conto do escritor austríaco Stefan Zweig, ‘A Coleção Invisível’ foi rodado em 2011 em locações no bairro do Comércio, em Salvador, e na cidade de Itajuípe, na região cacaueira da Bahia. Reúne no elenco, além dos atores Vladimir Brichta e Walmor Chagas (recentemente falecido), Ludmila Rosa, Clarisse Abujamra, Conceição Senna, Paulo Cesar Peréio, Frank Menezes, Luisa Prosérpio e João Lima. O filme tem previsão de estreia nos cinemas brasileiros em setembro.



    Fonte: Rodrigo Lago - Assessoria de Imprens


    0 comentários: