• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Áttomos Cia de Dança chega ao Espaço Xisto Bahia em julho





    Durante todo o mês de julho a Áttomos Cia de Dança se apresentará no Espaço Xisto Bahia - Barris. No total serão 12 apresentações, divididas entre os espetáculos “Poesia de Um Corpo” - que propõe em cena a inquietação arrebatadora de um olhar romântico sobre o nosso viver; “Matuto NegroHomem” - inspirado livremente na obra “Os Sertões” de Euclides da Cunha, e o infanto-juvenil “Minino” – “um vício de linguagem, num imaginário da sonoridade na palavra dita e enfatizada. Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteria do Xisto Bahia com valor de R$ 10 e R$ 5. 

    Com a direção e coreografia de Anderson Rodrigo durante toda essa trajetória ininterrupta de produção, a Cia tem um repertório de mais de 11 espetáculos e mantém em seu elenco bailarinos com diferentes experiências de desempenho artístico e padrões estéticos corporais diversificados, que são perceptíveis em cena. 


    Espetáculo: “Poesia de Um Corpo” 

    Quando: 06 e 07 de Julho  
    Horário: 20h 
    Local: Espaço Xisto Bahia, R. Gen. Labatut, 27 - Barris, Salvador 
    Ingresso: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) 


    “Matuto NegroHomem” 
    Quando: 10, 11, 17, 18, 24 e 25 de Julho – quartas e quintas 
    Horário: 20h 
    Local: Espaço Xisto Bahia, R. Gen. Labatut, 27 - Barris, Salvador 
    Ingresso: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) 



    Espetáculo: “MININO” 
    Quando: 18 e 25 de Julho – quintas-feiras 
    Horário: 16h 
    Local: Espaço Xisto Bahia, R. Gen. Labatut, 27 - Barris, Salvador 
    Ingresso: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) 



    "A história que a manhã contou ao tempo" abre temporada no Espaço Xisto Bahia 

    O espetáculo teatral " "A história que a manhã contou ao tempo", é inspirado na obra de Jorge Amado “O Gato Malhado e a Andorinha Sinha” e traz para o palco uma história de antigamente, mas muito antigamente, nas profundas do passado, quando os bichos falavam, os cachorros eram amarrados com linguiça, alfaiates casavam com princesas e as crianças chegavam no bico das cegonhas etc. Realização da Cabriola Cia de Teatro, a peça ficará em cartaz no Espaço Xisto Bahia de 13 de julho a 11 de agosto - sábados e domingos, às 16h. Os ingressos podem ser adquiridos mediante troca do mesmo por 1 Kg de alimento não perecível na bilheteria do Espaço, nos Barris. 

    Projeto selecionado no edital Demanda Espontânea do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA), " A história que a manhã contou ao tempo" conta a linda e impossível história de amor entre um gato mal humorado e uma amigável andorinha. Pretende ainda resgatar a tradição dos contadores de histórias, mesclando humor e lirismo ao contar uma fábula de amor e (in)tolerância entre seres de espécies diferentes. A adaptação do texto é do ator Heraldo Souza, o qual divide o palco com Etiene Bouças durante as apresentações. 


    Espetáculo teatral " A história que a manhã contou ao tempo" 
    Quando: 13 de julho a 11 de agosto de 2013 - sábados e domingos, às 16h 
    Onde: Espaço Xisto Bahia, R. Gen. Labatut, 27 - Barris, Salvador 
    Ingresso: 1 Kg de alimento não perecível 
    Mais informações: 3117-6155 



    Uma vovó questionadora e bem humorada estreia no palco do Espaço Xisto Bahia 

    Um senhora que beira os 90 anos de idade, bastante politizada, questionadora, bem humorada e, acima de tudo, fiel aos seus princípios de esperança na humanidade. É esta a personagem interpretada pela atriz, produtora cultural e escritora Maria Prado de Oliveira no espetáculo "Vovó Lulu", o qual estreia na Sala Principal do Espaço Xisto Bahia no próximo dia 12 de julho, sexta-feira, às 20h. Segundo Maria Prado, que também é autora do texto, a montagem foge de realismos, priorizando simbologias e metáforas. A peça permanece em cartaz até 4 de agosto e conta com apresentações às sextas e sábados, ás 20h, e aos domingos às 19h. 

    A montagem traz a tona os conflitos, convicções, dúvidas e esperanças sobre o envelhecimento do corpo num espírito jovial e sobre as escolhas que a humanidade vem fazendo, em um mundo individualista, violento, mas também repleto de belezas e solidariedade. Como explica Maria Prado de Oliveira,“Vovó Lulu nasceu da necessidade de falar sobre um mundo que parece sem saídas, imerso em violências generalizadas, mas que, ao mesmo tempo, ainda possui bilhões de indivíduos dispostos a cultivar esperanças e virtudes”. 


    Espetáculo Vovó Lulu 
    Quando: 12 de julho a 4 de agosto /sexta e sábado, 20h; e domingo, 19h 
    Onde: Espaço Xisto Bahia, R. Gen. Labatut, 27 - Barris, Salvador 
    Ingresso: R$30 (inteira) e R$15 (meia) 
    Classificação Indicativa: 14 anos


    Fonte: Comunicação Xisto Bahia 

    0 comentários: