• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Fim de semana prolongado terá muitas atrações culturais no Pelourinho




    Feriado em uma sexta-feira significa folga prolongada. Para divertir e entreter aqueles que ficarão na capital baiana, o Centro de Culturas Populares e Identitárias  apresentará diversas atrações culturais, de HOJE (06/09) até o domingo (09/09). O samba será um dos destaques do fim de semana, além da homenagem à diversidade de gêneros e identidades, com a Semana da Diversidade Cultural (11ª Parada Gay de Salvador). 

    Hoje à noite será de muito samba, com o grupo Negros de Fé, no Largo Pedro Archanjo, e Arnaldo e grupo Nosso Tempero, no Largo Tereza Batista. As atrações começam a partir das 21h, com entrada gratuita. “Hoje espero o Pelourinho cheio. Preparamos um repertório muito diversificado e bem dançante para aquecer o fim de semana prolongado. Tocaremos o melhor do partido alto, samba-de-roda e de sambas antigos, relembrando grandes personagens como Benito di Paula, Jorge Aragão e Zeca Pagodinho”, afirma Bira, cantor da banda Negros de Fé. 

    No dia da Independência do Brasil (07/09), o espetáculo Soul Transformista já traz no título a proposta de apresentar as dificuldades e superações dos transformistas na sociedade. A apresentação ocorrerá na semana em que é celebrada a 11ª Parada Gay de Salvador, no Largo Pedro Archanjo, às 20h. Com sete atores transformistas se revezando no palco, a peça, que está na segunda temporada, retrata os bastidores de um camarim onde os atores contam suas histórias e situações, além da decisão de um ator (Eyshilla Butterfly), que desiste da carreira de transformista. Soul Transformista é dirigido por João Figuer, é uma realização do site Dois Terços, que apoia projetos LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais) na cidade de Salvador e traz no elenco Eyshilla Butterfly, Miss Boana, Scarleth Sangalo, Scher Marie, Sfat Auermann, Valerie O’rarah e Mitta Lux. 

    Quem prefere um samba pode curtir Gal do Beco, cantora que já faz parte do Pelourinho por suas inúmeras apresentações. Gal animará o Largo Quincas Berro D’Água a partir das 21h. Dona de uma energia contagiante e de um carisma característico, a artista mostrará um repertório de sambas atuais e antigos em um espaço definido por ela como a casa do samba. “Não há lugar aqui em Salvador mais propício ao samba do que este largo (Quincas Berro D’Água). Amo cantar lá e minha plateia sempre corresponde à altura”, afirma a artista. No mesmo horário, só que no Largo Tereza Batista, o grupo Trivial apresentará o autêntico samba de raiz, com músicas de Martinho da Vila, Cartola, Ivone Lara e de artistas locais como Nelson Rufino e Valmir Lima. “Temos mais de 19 anos tocando sempre em datas comemorativas como esta. Para o 7 de setembro preparamos um repertório especial com a certeza de que o público que comparecer no largo (Tereza Batista) terá uma noite gostosa dedicada ao samba”, disse o músico percussionista Ubirajara Paim. 

    De volta ao lugar onde tudo começou, o grupo Bom Balanço promete trazer os bons tempos da banda que marcou alguns verões baianos com suingue e batida inconfundíveis. Para matar a saudade, o grupo se apresentará no Largo Pedro Archanjo no sábado (08/09), a partir das 21h. “Mantemos a essência do grupo e montamos um repertório dedicado aos bons tempos, mesclado com novas composições minhas como ‘Vai ser uma Festa’ e ‘Toda Malhada’, além da mistura do samba com o sertanejo da música ‘Arapuca’. Temos um carinho enorme pelo Pelourinho, pois foi lá que começamos nossa trajetória de sucesso, abrindo os ensaios do Olodum. Esperamos o público para vivermos juntos o retorno do Bom Balanço”, afirma o vocalista Duller. 

    Ainda no sábado à noite, Aloísio Menezes se apresentará, acompanhado do grupo Sangue Brasileiro, a partir das 21h, no Largo Quincas Berro D’Água. “Preparei o repertório com o ‘fino do samba’ para tocar neste lugar que tanto admiro, que é o Centro Histórico. Sou nascido e criado lá e vou retribuir o carinho que recebo de todos tocando clássicos de Nelson Cavaquinho, Paulinho da Viola, Cartola, além de alguns sambas de minha autoria. Já fiz essa parceria com o Sangue Brasileiro em outras oportunidades, deu tão certo que estamos repetindo”, afirma o cantor. No Largo Tereza Batista, também às 21h, a banda Soul Negro, que tem na sua raiz o reggae, irá fazer uma mistura criativa de ritmos como rock, funk e samba-rock. O grupo faz parte de uma nova geração de bandas que compõem a chamada Nova MPB. 

    Quem for ao Centro Histórico na manhã do domingo (09/09), poderá conferir uma homenagem àqueles que praticam a capoeira. A partir das 8h começará o batizado com troca de graduação de mestres e professores de capoeira. A abertura acontecerá em frente à Casa de Jorge Amado e de lá eles seguirão para o Largo Tereza Batista, onde as atividades se encerram às 17h. A ação é promovida pela Associação Cultural Matamba Capoeira. “Este evento serve não só para valorizarmos nossos alunos e mestres, mas para que o público possa conhecer mais sobre a capoeira. Esta arte não é só luta, envolve cidadania, incluindo adultos, jovens e crianças. Mais adiante faremos um trabalho nas escolas públicas de bairros próximos ao Centro Histórico”, explica um dos responsáveis pela associação, Marcos Welber. 

    A noite de domingo no Pelourinho será toda dedicada à Semana da Diversidade Cultural, organizada pelo Grupo Gay da Bahia (GGB-Ba). Além da organização da 11ª Parada Gay, que acontecerá no Campo Grande a partir das 10h, no Pelourinho será realizado o After Party. Os três largos (Pedro Archanjo, Quincas Berro D’Água e Tereza Batista) receberão atrações que tenham a ver e defendam as causas LGBT, como a cantora Ludmila Anjos, Roseane Pinheiro, Mirela Bastos & Banda Menina Baiana, Aloísio Menezes, Viola de Doze, Improviso Latino e Viva Vajão e Banda. “Acho muito importante encerrarmos esse dia de homenagens à diversidade no Pelourinho. Além de aquecer a economia local, podemos contar com mais segurança para as pessoas, pois as apresentações ocorrerão dentro dos largos”, afirma o presidente do GGB Bahia, Marcelo Cerqueira. 

    Centro de Culturas Populares e Identitárias (CCPI) - órgão da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) busca, através do Programa Pelourinho Cultural, além de dinamizar as ações culturais no Centro Histórico, incentivar também a produção local, por meio da promoção de eventos realizados pela comunidade. Toda a agenda de atrações do programa tem acesso gratuito ou a preços populares. 


    Serviço 
    O quê: Banda Negros de Fé 
    Quando: 06/09 (HOJE) 
    Onde: Largo Pedro Archanjo l 21h 
    Quanto: Gratuito 


    O quê: Arnaldo e Grupo Nosso Tempero 
    Quando: 06/09 (HOJE) 
    Onde: Largo Tereza Batista l 21h 
    Quanto: Gratuito 


    O quê: Espetáculo Soul Transformista 
    Quando: 07/09 (amanhã) 
    Onde: Largo Pedro Archanjo l 20h 
    Quanto: Gratuito 


    O quê: Banda Trivial 
    Quando: 07/09 (sexta) 
    Onde: Largo Tereza Batista l 21h 
    Quanto: Gratuito 


    O quê: Gal do Beco 
    Quando: 07/09 (sexta) 
    Onde: Largo Quincas Berro D’Água l 21h 
    Quanto: Gratuito 


    O quê: Bom Balanço 
    Quando: 08/09 (sábado) 
    Onde: Largo Pedro Archanjo l 21h 
    Quanto: Gratuito 


    O quê: Banda Soul Negro 
    Quando: 08/09 (sábado) 
    Onde: Largo Tereza Batista  21h 
    Quanto: Gratuito 


    O quê: Aloísio Menezes & Sangue Brasileiro 
    Quando: 08/09 (sábado) 
    Onde: Largo Quincas Berro D’Água l 21h 
    Quanto: Gratuito 


    O quê: Batizado com troca de graduação para professores e mestres de capoeira 
    Quando: 09/09 (domingo) 
    Onde: Largo Tereza Batista l das 08h às 17h 
    Quanto: Gratuito 


    O quê: Semana da Diversidade Cultural – 11ª Parada Gay de Salvador 
    Quando: 09/09 (domingo) 
    Onde: Largos Pedro Archanjo, Tereza Batista e Quincas Berro D’Água l 21h 
    Quanto: Gratuito



    Fonte: Ascom

    0 comentários: