• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    O “sertão medieval” por Sertanília




    Com um show que começa às 21h do dia 25 de agosto, o Grupo Sertanília lança, no Largo Pedro Archanjo, no Pelourinho, seu primeiro CD, composto por 18 canções, 11 delas autorais. O nome é “Ancestral”, e não por acaso. Um sertão ancestral mítico é a fonte de inspiração, tanto nas composições assinadas por Anderson Cunha, quanto nas canções de outros autores – Lenine, Elomar e Antonio Nóbrega, escolhidas para fazer parte deste primeiro trabalho. No palco, o Sertanília - Aiace (vocal), Anderson Cunha (viola,violão e voz) e Diogo Flórez (percussão) e convidados muito especiais : Bule-Bule, Xangai, e os dois percussionistas pernambucanos Nego Henrique e Emerson Calado, que fizeram parte do Cordel do Fogo Encantado. No palco também, músicos baianos que acompanham o Sertanília em seus shows, Raul Pitanga e Mariana Marin, na percussão, João Almy, no violão e Massumi, no violoncelo. 

    “Ancestral” é o primeiro CD do Grupo Sertanília, resultado do edital para gravação ganho em 2010 pelo Conexão Vivo. Patrocinado com recursos do FazCultura, do Governo do Estado da Bahia, o CD integra o Conexão Vivo, iniciativa da empresa voltada ao desenvolvimento do setor musical brasileiro. Com produção e direção musical de Anderson Cunha e produção executiva de Edmilia Barros, “Ancestral” foi gravado no Attitude Áudio Criação, estúdio de Salvador e teve suas gravações adicionais realizadas no Fábrica Estúdios, em Recife. O lançamento do CD é uma boa forma de celebrar dois anos de banda, que serão completados no dia 13 de setembro, com novo show no Teatro Vila Velha, pelo projeto Vila da Música. Boa forma também de trazer para as cidades grandes o som de um sertão lá dos tempos idos, anterior ao forró de Gonzagão, que tem uma música que bebe diretamente na fonte das manifestações culturais como o Reisado, e fala de um tempo épico repleto de reis e rainhas que nunca pisaram na terra seca do sertão, mas deixaram no povo uma dignidade majestosa, de cavaleiros que não lutaram contra dragões, mas enfrentam com a mesma coragem, em suas armaduras de couro, a dureza do dia a dia. Mas “Ancestral” traz também muita alegria. Uma percussão vigorosa que aliada à voz bonita de Aiace e à poesia das canções suscita sentimentos de uma alegria que invade o coração quando vemos o céu azul, ou a menina de vestido de flor, ou o vôo de um passarinho, a festa do povo na rua, o brilho do amor que arrebata os corações, desde que o mundo é mundo... 


    Pontos de Venda do CD “Ancestral” – Galeria do Livro, no Espaço Unibanco de Cinema - Glauber Rocha, na Praça Castro Alves e na Mídialouca, na Rua Fonte do Boi, 81, no Rio Vermelho 


    SERVIÇO 

    Show de lançamento do CD “Ancestral”, do Grupo Sertanília 
    Dia 25 de agosto, às 21h, no Largo Pedro Archanjo 
    Artistas convidados: Bule Bule, Xangai e os percussionistas pernambucanos Emerson Calado e Nego Henrique 
    Ingressos a R$10,00 ( inteira) e R$ 5,00 (meia) – assinantes do Clube Correio tem direito a meia entrada


    Fonte: DP Assessoria

    0 comentários: