• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Eletronika – Festival de Novas Tendências tem primeira edição em Salvador


    (Cut Chemist)


    O Programa Vivo arte.mov apresenta em Salvador nos dias 11 e 12 de maio o Eletronika – Festival de Novas Tendências. Renomado evento musical com sede em Belo Horizonte desde 1999, que tem sua primeira edição na Bahia. As apresentações acontecem no Cine Teatro Solar Boa Vista com duas atrações internacionais, Cut Chemist e James Pants, e quatro shows nacionais da linha de frente na nova música brasileira – Wado, Kassin, Silva e uma apresentação especial dos rappers Emicida, Rashid e Projota, no concerto “Os Três Temores”. 

    O Eletronika construiu um caminho, em seus 12 anos de história, e aparece como um dos principais festivais nacionais, sempre antenado com alguns dos mais importantes artistas da música contemporânea produzida no Brasil e no exterior.

    (James Pant)


    Nas 10 edições anteriores, passaram pelos palcos do Eletronika importantes nomes como LCD Soundsystem, Ladytron, Tom Zé, Cidadão Instigado, Otto, DJ Marky, Asian Dub Foundation, Jon Spencer Blues Explosion, Mogwai, Tortoise, Pato Fu, Nação Zumbi, DJ Malboro, entre outros. 

    Desde o início, tentamos escalar artistas para o festival que surpreendam. Artistas que não necessariamente sejam conhecidos do grande público, mas que tenham um bom trabalho e boa performance”, destaca Aluizer Malab, idealizador do Eletronika, festival concebido e gerido pela sua produtora, a Malab Produções. Na edição Salvador, o Eletronika tem a produção local da Multi Planejamento Cultural.


    (Os Três Temores) 

    Atrações – A edição em Salvador mescla artistas de longa estrada e carreira consolidada com outros que, em alguns casos, não chegaram ainda a lançar um álbum completo (ou até mesmo nem precisam mais lançar discos, como estávamos acostumados), mas já vem ganhando destaque entre público e crítica pelas suas buscas por um som com forte identidade.

    No caso da edição de Salvador, a programação foi baseada em dois temas centrais: infusões da eletrônica na nova música brasileira (shows do dia 11, sexta-feira) e a importância da produção atual do hip hop brasileiro e as relações do hip hop internacional com a música brasileira (shows do dia 12, sábado)”, afirma o curador do Eletronika, Marcos Boffa, que tem em seu currículo participação na curadoria artística de festivais como o Planeta Terra, Summer Soul e Ultra Music Festival Brasil.

    Na sexta-feira, dia 11, apresentam-se no Solar Boa Vista três atrações com trabalhos autorais e únicos no cenário nacional: o capixaba Silva, o carioca Kassin e o catarinense radicado em Alagoas Wado. Mais novo do trio, o capixaba Lúcio da Silva Souza, 23 anos, conhecido apenas por SILVA (grafado em letras maiúsculas), lançou na internet um EP no fim de 2011 com cinco músicas. O trabalho ganhou destaque nas listas de melhores discos do ano passado em vários blogs e conquistou admiradores como Marcelo Camelo, da banda Los Hermanos e atualmente em carreira solo.

    Outro artista fora do eixo Rio-São Paulo que se apresenta no Eletronika é o versátil Wado. Dono de uma carreira com seis álbuns, sempre incluídos nas listas de melhores do ano em seus lançamentos, Wado traz o show do disco “Samba 808”, disponibilizado apenas em formato digital para download gratuito em seu site oficial. 

    No álbum, ele mistura suas batidas do que chama de “terceiro mundo festivo”, como funk e afrobeat, a influências nacionais como samba e afoxé. Uma prova da diversidade do seu som é a variedade de participações em seu último trabalho, de artistas como Zeca Baleiro, Curumin, Chico César, André Abujamra, Marcelo Camelo e Mallu Magalhães. Um deles, o ex-integrante da banda Karnak, André Abujamra, será o convidado especial de Wado na apresentação em Salvador.

    (Kassin)

    Fecha o trio de apresentações do primeiro dia do Eletronika o badalado produtor e músico Kassin, que se apresenta pela primeira vez com seu projeto solo em Salvador. Um dos fundadores da influente banda carioca Acabou La Tequila, nos anos 1990, Kassin se destacou nos anos 2000 como um multi-homem da música nacional. Em seu currículo, consta a produção de álbuns de gente como Caetano Veloso, Los Hermanos, Vanessa da Matta e Nação Zumbi, e a participação, como baixista, na big band Orquestra Imperial. 

    No sábado, dia 12, o palco do Solar Boa Vista recebe duas atrações internacionais e um encontro de três dos rappers mais importantes do momento no país. Sob o apoio e chancela da Red Bull Music Academy, os norte-americanos Cut Chemist e James Pants desembarcam em Salvador para apresentações que têm tudo para serem históricas. 

    O produtor e DJ norte-americano Lucas MacFadden, mais conhecido como Cut Chemist, é membro fundador do Jurassic 5, clássico grupo de rap dos anos 1990, além de estar entre os músicos da formação do primeiro disco da Ozomatli, banda de funk latino vencedora do Grammy. 

    Entusiasta da música brasileira, Chemist costuma flertar sua base hip hop com sons de diversos locais do mundo. O vídeo do seu single What's the Altitude possui mais de 93 milhões de visualizações e é um dos vídeos musicais mais vistos do Youtube até hoje. 

    Mestre no turntablism (a arte do uso dos toca-discos como um instrumento musical), Chemist apresenta em Salvador o show “Sound of the Police”, onde mostra seu live set tocado inteiramente com um toca-discos, um mixer, um pedal de loops e vinis originais. O artista que tem como objetivo mostrar ao público que a cultura hip hop tem forte influência da África. Uma aula e viagem ao vivo sobre a cultura DJ e a música de raízes africanas.

    A outra atração estrangeira é o ainda pouco conhecido, mas já muito badalado, James Pants. Elogiado por nomes do primeiro time da música contemporânea como Flying Lotus e o rapper Tyler The Creator (do coletivo Odd Future), Pants é descrito pelo curador do Eletronika, Marcos Boffa, como “um dos lives mais interessantes da atualidade, misturando uma estética pop com batidas quebradas”. Seu som, baseado basicamente em bateria, graves e sintetizadores vem sendo descrito como “fresh beat”, uma mistura bastante influenciada pelo soul e rap dos anos 80, electro-boogie, new wave e disco punk. 

    Para fechar o lineup do último dia do Eletronika, Salvador receberá uma apresentação especial dos rappers Emicida, Projota e Rashid, pontas de lanças do novo rap nacional. O show do trio foi batizado com a divertida alcunha de “Os Três Temores”, uma homenagem ao show Os 3 Malandros In Concert, onde os bambas do samba Bezerra da Silva, Moreira da Silva e Dicró parodiavam no nome do show o famoso encontro entre os tenores Luciano Pavarotti, Plácido Domingo e José Carreras. 

    Encontros – Além dos shows, duas mesas de debate serão realizadas no dia das apresentações com a participação de artistas do Eletronika, em local e horário ainda a serem definidos. Na sexta-feira, 11, haverá debate sobre o tema “Em busca de uma identidade musical – recentes aproximações e flertes da eletrônica com a MPB”. No sábado, 12, o encontro tem como tema “Os novos rumos do hip hop brasileiro e a arte/profissão do MC”.


    SERVIÇO: 
    Edição Salvador do Eletronika – Festival de Novas Tendências. 
    Data: Dias 11 e 12 de maio. 
    Local: Cine Teatro Solar Boa Vista, no bairro do Engenho Velho de Brotas. 
    Horário: A partir das 21h. 


    Atrações: Dia 11: SILVA, Wado (com participação de André Abujamra) e Kassin (com participação de Arto Lindsay). 

    Dia 12: James Pants, Cut Chemist e o show “Os Três Temores”, com os rappers Emicida, Projota e Rashid. 

    Patrocínio: O Eletronika é um projeto financiado pela Vivo, através do programa Vivo arte.mov, viabilizado pelo FazCultura, do Governo do Estado da Bahia. O festval também tem o apoio da Red Bull Music Academy. 

    Realização: Malab Produções. 
    Produção: Multi Planejamento Cultural. 


    Valor dos ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) para cada dia. 
    Locais de venda: Balcões do Ticketmix nos shoppings Barra, Iguatemi, Paralela e Salvador ou pelo site (http://ticketmix.com.br/). 


    Twitter: @eletronika 
    Facebook: /festivaleletronika

    Fonte: Assessoria Eletronika

    0 comentários: