• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Tambor Concorda em quatro apresentações



    Filho do mestre Neguinho do Samba, criador do samba reggae, Anderson do Samba Souza é nascido e criado no Pelourinho, onde iniciou sua carreira musical aos 8 anos na banda mirim do Olodum. Depois de trabalhar com renomados artistas nacionais e internacionais, ele está de volta com o projeto Tambor Concorda, em parceria com Patinho Axé e Mário Pam (mestres do Ilê Ayê, que estreou na última quinta-feira (19), no Theatro XVIII.

    Tambor Concorda reverencia os compositores e personagens baianos. Na primeira apresentação, o percussionista escolheu como tema Lembranças e vai receber o maestro Fred Dantas( trombone) e o duo de Recife, Mojav, tendo Fred Lyra na guitarra e Hugo Medeiros na bateria.

    O evento não será somente um show, e sim um ponto de encontro cultural em nossa casa, com intuito de deixar a mensagem para quem tem dúvida da força do tambor que concorda com a paz e o amor de um mundo melhor”, diz Anderson.

    A intenção, segundo o artista, é fortalecer a rítmica brasileira, promovendo intercâmbio cultural com artistas nacionais e internacionais, mostrando com união o que está sendo produzido por 13 percussionistas baianos que vivem na Europa.

    Theatro XVIII

    Dias 26 de janeiro, 02 e 09 de fevereiro,
    Sempre às 20h
    Ingresso R$ 8,00 – Preço único - Meia entrada para todos


    ROTEIRO DAS DEMAIS APRESENTAÇÕES

    26/01 – Com o tema "Coragem, ele faz uma homenagem a João Ubaldo Ribeiro com a participação de Jota Veloso, Bira Reis (com o ator Victor Kizza), com texto de João Ubaldo e do grupo Kontra.


    02/02 - "Respeito" é o tema do dia. Nesta noite, os convidados são Jurandir Santana e o grupo de chorinho com Gilá do Pandeiro, professor Paulinho e Cacau do Pandeiro, além de Marcionilio e Alobened.

    09/02 – Os percussionistas celebrarão a União e recebem o percussionista Marivaldo dos Santos, do Stomp e o grupo Atabasaba. Depois do show 200 percussionistas, com mestres e compositores da velha guarda e representantes da rítmica brasileira no mundo, desfilam pelo Centro Histórico.





    Fonte: Mateus Santiago

    0 comentários: