• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    “A menina espantalho” é o vencedor do 1º Prêmio Curto Encontro






    O curta-metragem mineiro “A menina espantalho” foi o vencedor do Prêmio Curto Encontro, entregue dia 28 em cerimônia apresentada pelo ator Fabrício Boliveira na Sala Walter da Silveira. No filme, Luzia é impedida de freqüentar a escola e acaba assumindo a função de espantar os pássaros do arrozal. Determinada, ela cria uma estória de assombração para convencer o irmão a lhe ensinar a ler.

    Dirigido por Cássio Pereira dos Santos, o filme ganhou um prêmio especial da Unesco no festival DiverCine (Montevidéu), onde também foi eleito melhor curta de ficção, além de ter saído vencedor do Short Shorts Film Festival (Tóquio). O troféu foi entregue a protagonista da trama, Pâmela Fernandes, que foi descoberta durante a procura das locações para o filme e agora investe na carreira de atriz.

    Além do filme vencedor, o público presente na premiação assistiu ao curta “Pixaim”, de Fernando Beléns, cineasta baiano que foi o grande homenageado da mostra. Beléns recebeu o troféu das mãos de Carine Araújo, coordenadora do projeto, e fez um discurso marcado pela generosidade, citando artistas e outros profissionais que admira.

    Os filmes foram eleitos por voto popular nos 16 espaços de exibição localizados em Salvador e no interior, além da votação pela internet. Os dez mais votados serão exibidos na TVE-Bahia, em data a ser definida. A 1ª Mostra Curto Encontro aconteceu entre os dias 22 e 27 de agosto com exibição gratuita de curtas-metragens em 12 cidades baianas.


    Os dez mais votados:

    1-    A menina espantalho – Cássio Pereira dos Santos
    2-    Garoto Barba – Christopher Faust
    3-    No meio do caminho – Kauê Palazolli
    4-    Doido Lelé – Ceci Alves
                5-    O céu no andar de baixo – Leonardo Cata Preta
    6-    Rai Sossaith – Thomas Larson
    7-    Memórias do meu tio - Alexandre Rafael Garcia e Álvaro Zeini Cruz
    8-    Breve passeio – Rafael Jardim
    9-    Meninos – Ernesto Molinero
    10-  Poliamor – José Agripino

    Fonte: Quarta Via

    0 comentários: