• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Gente de Quilombo: força e poesia em exposição fotográfica sobre quilombolas






    O olhar dos fotógrafos Álvaro Villela, Márcio Lima e Rita Cliff sobre a vida em comunidades quilombolas distantes dos centros urbanos está na exposição Gente de Quilombo, aberta ao público hoje (27/10), às 19h, no Palácio Rio Branco. As fotografias revelam rostos, lugares, horizontes e gestos transformados em poesia visual, sem perder a força documental, sem deixar de traduzir a história de luta do povo quilombola.


    A exposição reúne imagens das comunidades de Barra e Bananal (Rio de Contas), Mangal Barro Vermelho (Sítio do Mato) e Rio das Rãs (Bom Jesus da Lapa), que foram os primeiros quilombos baianos a garantir a titulação da terra. Terra de Quilombo foi aberta ao público na Encontros com as Culturas Populares e Identitárias e segue até o dia 21 de novembro, como homenagem ao Dia da Consciência Negra (20 de novembro).


    Gente de Quilombo evidencia a relação dos quilombolas com o território onde seus ancestrais fincaram raízes. “O que cada um trouxe em suas câmeras foram registros estéticos e éticos de um povo. Povo num sentido comum à Idade Média: como pessoas que pertencem ao lugar”, define a curadora da exposição, a artista plástica Lanussi Pasquali.


    Único dos fotógrafos de Gente de Quilombo que tinha convivido com a comunidade retratada (Barra e Bananal) antes do projeto, Álvaro Villela acredita que os rostos, mais do que qualquer aspecto cultural, traduzem este pertencimento e o histórico de luta. “A força das suas faces me parece ser a herança mais marcante da ancestralidade dos quilombolas”, considera.


    Márcio Lima e Rita Cliff fizeram o primeiro contato com os quilombos de Mangal Barro Vermelho e Rio da Rãs, respectivamente, já com a exposição em mente, mas isso não os impediu de mergulhar no cotidiano dessas comunidades. Com formação antropológica, Rita afirma que um momento de receio diante de uma presença estranha, “estrangeira”, é normal, mas que logo os quilombolas permitem que o visitante tome parte do dia-a-dia local.



    SERVIÇO:

    O que: Exposição fotográfica Gente de Quilombo

    Onde: Palácio Rio Branco (Praça Tomé de Souza)

    Quando: do dia 27 de outubro a 21 de novembro

    Horário: de terça a sexta, das 10h ás 18h e nos finais de semana de 13h às 18h


    Fonte: Jane Fernandes - Quarta Via


    0 comentários: