• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    Espetáculo de dança aborda relação amorosa no palco do Pelô, na próxima segunda (11)





    Nesta segunda-feira (11), o projeto Curta Dança, às Seis no Pelô apresenta o espetáculo Dois Gumes, dentro da série de apresentações que fica em cartaz no Pelourinho durante as segundas feiras de outubro (04, 11, 18 e 25) e novembro (01 e 08). O evento acontece sempre às 18h, na Praça Pedro Arcanjo - Pelourinho, com entrada franca.

    Dois Gumes é um espetáculo intimista que dialoga com a estética da dança de salão para retratar a vida comum de um casal. Embalados ao som de uma trilha produzida por João Meirelles, os dançarinos e professores de dança de salão Majú Passos e Marcelo Galvão abordam a relação entre gêneros, os comportamentos dos casais e o papel do homem e da mulher na sociedade de maneira leve e sutil, através de jogos de cena e com certa dose de sensualidade: “mas esta sensualidade não é intencional, é consequência do tema que discutimos”, sublinha Majú Passos. A dançarina explica ainda que Dois Gumes é um espetáculo baseado em opostos e complementares como homem e mulher, dentro e fora, faca e gume.

    Durante a composição do duo, os dançarinos dedicaram-se a uma pesquisa voltada à observação dos comportamentos dos casais diante de situações do dia a dia e de suas próprias vivências afetivas. Assim, Majú Passos e Marcelo Galvão trouxeram para o processo de criação questões sobre o cotidiano e vida pessoal: “esses estímulos foram fundamentais para o desenvolvimento da pesquisa que propõe uma liberdade maior de criação ao sair um pouco da estrutura de códigos de passos de dança”, conta o diretor artístico do espetáculo Jairson Bispo.

    Além de discutir as relações amorosas, a coreografia também propõe um olhar crítico à estética artística que abrange o tango, o bolero e a valsa, dentre outras modalidades. “Dois Gumes é resultado de uma pesquisa que analisa as possibilidades de investigação corporal através da dança de salão. Como resultado, apresenta os limites e as potencialidades dos movimentos do corpo a partir das configurações de condução, espaço e definições rígidas de papeis sociais dos gêneros nesse estilo de dança”, explica Majú Passos.

    Sobre o Curta Dança, às Seis no Pelô

    Na última segunda-feira (04), o espetáculo Trilhas Urbanas deu início ao projeto Curta Dança, às Seis no Pelô – contemplado pelo edital Tô no Pelô 2009, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia – que vai transformar Salvador em palco para uma série de espetáculos de dança com alguns grupos representativos desta expressão artística na capital baiana.

    Idealizado pela Mazurca Produções, o Curta Dança, às Seis no Pelô é o único projeto envolvendo esta expressão artística contemplado no referido edital e visa fortalecer o espaço para produção e circulação desta linguagem artístico-cultural na capital baiana. Além disso, o projeto vem realizando um trabalho de formação de plateia junto à comunidade do Pelourinho, através de visitas a ONGs, instituições, escolas e fundações.

    Fonte: Josciene Santos - Assessoria


    0 comentários: