• Um caldeirão de pura cultura baiana

    Forró na Bahia

    O samba de Juliana Ribeiro e o samba-reggae da Banda Didá na próxima sexta-feira (28) no Pelô



    Pesquisadora incansável da história do samba e de suas variações rítmicas, a cantora Juliana Ribeiro será a próxima artista a dividir o palco com a banda feminina Didá nesta sexta-feira (28).

    Trata-se do Vem pra Didá, Vem pro Pelô que acontece semanalmente no Largo Tereza Batista a partir das 20h. O projeto faz parte da programação Tô no Pelô, que conta com o apoio do Pelourinho Cultural, programa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia. Os ingressos custam R$ 5,00.

    Juliana Ribeiro vem se destacando na cena musical soteropolitana em virtude da sua bela voz e do resgate histórico de ritmos como o lundu, batuque, maxixes, sembas angolanos e samba-de-umbigada. Historiadora e mestranda em Cultura e Sociedade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), a cantora foi indicada ao Troféu Caymmi como Cantora Revelação em 2007.

    Esse ano, ela lançou o seu primeiro trabalho solo, um EP que traduz sua pesquisa sobre a trajetória do samba e da música popular. São no total seis canções, dentre elas, as autorais em parceria com Tito Fukunaga e Gil Meireles, Beira de Maré e Quem Vê? E Batuque na Cozinha, de Martinho da Vila e João da Baiana. A artista possui formação técnica em canto lírico na UFBA e foi aluna especial da UNICAMP na Faculdade de Canto Popular. Já integrou grupos musicais como Zaccatimuana, quando criou o conceito da MCB (Música Cultural Brasileira), A Quadra de Samba, dedicada ao estudo do samba-de-roda do Recôncavo Baiano e o Quarteto Lucaia, que tem como marca o jazz e o improviso.


    Fonte: Texto & Cia



    0 comentários: